17/12/2020

Fashion | Julgamento rápido de fast fashion

Nos últimos anos mudei o meu comportamento em imensos aspectos da vida para diminuir o meu impacto negativo no Planeta. E a mudança mais fácil foi sobre roupa.

A indústria têxtil é considerada uma das mais poluentes, desde a produção, fabrico, transporte e uso. Não esquecendo o impacto social. Quem faz as vossas roupas? Quanto ganha um trabalhador na China por um vestido incrível da Zara que se vende 19,99€? 

Nunca fui muito consumista mas quando comprava era na loja da moda e quanto mais barato melhor para a carteira. Se antes tínhamos duas estações por ano agora saem novas "coleções" a cada semana! São milhares de milhões de litros de água usados, milhões de toneladas de CO² emitidas e outros tantos milhões de toneladas de desperdício.

Em 2018 comecei a ler sobre o assunto e a ter uma noção do impacto das minhas compras. Sim, as grandes empresas têm de ser responsabilizadas mas o consumidor também tem poder. O nosso dinheiro e onde o gastamos tem poder.


Este casaco é da Pull&Bear, uma conhecida marca de fast fashion da Inditex. Tenho este casado há 10 anos. Ser consciente não é deitar fora as vossas peças fast fashion. É usar de forma cuidada, reparar possíveis danos e reusar. É também parar de gastar dinheiro em fast fashion. Deixar de entrar nas lojas, cancelar as newsletter e fazer o raciocínio "qual é o real custo desta peça?"

Sem comentários:

Publicar um comentário

Qualquer comentário no blog será moderado por mim. Obrigada pelas tuas palavras e visita ao By Silver! :)