23/06/2018

Movimento #zerowaste

Nas últimas semanas tenho apurado a minha consciência ambiental. Ao fazer a reciclagem um certo dia reparei que estava apenas a criar uma solução e não a resolver o problema. Eu só reciclo plástico porque o consumo. E há consumismo de plástico em todo o lado. Embalagens de leite, iogurte, arroz, massa, produtos de higiene e a lista não tem fim. 
Comecei a pesquisar porque não quero apenas uma solução, quero eliminar o problema. Ou seja, consumir menos lixo. Eliminar o plástico e consumismo da minha vida. Não digo a 100% porque sou humana mas o mais próximo possível de 100%. Tem sido uma viagem interessante e ao mesmo tempo chocante (e vou partilhar com vocês). O nível de lixo que duas pessoas produzem é absurdo. E o destino deste desperdício é a natureza. Mar, terra, ar... tudo poluído. Continuo com a minha opinião. A pior praga neste planeta são os seres humanos. 

zerowaste


27/05/2018

Beauty | Lush e o nosso planeta

Fomos finalmente à Lush Fresh Handmade Cosmetics! Comprei champô sólido Montalbano, sabonete esfoliante Sandstone e o homem comprou um champô sólido diferente do meu (Seanik) para experimentar dois tipos diferentes e aderir à redução de plástico cá em casa. 
A menina que nos atendou foi incansável e ajudou imenso para quem foi à loja pela primeira vez. Falou em todas as propriedades dos produtos e benefícios. Como nos mostrámos interessados em mais alguns produtos para o futuro, ofereceu-nos algumas amostras. Que, devo dizer, têm feito imenso sucesso. O sabonete Outback Mate é refrescante com o eucalipto, erva-limão e hortelã-pimenta. A espuma azul também é divertida.
Trouxemos também esfoliante facial, Ocean Salt e labial, Bubblegum. Andamos sempre insatisfeitos com os produtos normais do mercado e as amostras foram uma lufada de ar fresco. Cumprem a função esfoliante, não danificam a pele e deixam um cheiro incrível na pele. 
Só com estes produtos temos muito menos plástico no nosso duche. São menos 5/6 recipientes entre champô e esfoliantes. No final do duche, deixamos os sabonetes a secar na saboneteira de loiça e depois guardo numa caixa de bambu. Não fazem testes em animais, são feitos à mão, 100% vegetarianos e não vêm em embalagens de plástico. Tudo o que me convenceu inicialmente e pude confirmar que realmente têm produtos óptimos.

Lush


20/05/2018

Convites, fotos e alianças

Foi um fim de semana intenso. Com a sexta feira livre, fomos para Coimbra usufruir da nossa oferta de sessão fotográfica pré-casamento. Azar dos azares, chovia torrencialmente. Abrandou e lá conseguimos tirar as fotos na Universidade. Ele ficou meio aborrecido pelo azar mas conseguimos divertir-nos e conhecer melhor a fotógrafa que nos deixou tranquilos sobre como se vai passar tudo no grande dia. Mais uma Ana presente a dar ordens!
Depois disso foi basicamente saltar de casa em casa a entregar convites para o casamento. Em Coimbra, na minha zona durante o sábado de manhã e depois na zona dele ao final do dia e domingo de manhã. 
Estamos exaustos mas felizes porque mais de metade dos convites já foram entregues. Os convidados adoram o design e quase todos confirmaram imediatamente a sua presença.
Faltam alguns amigos que vivem longe e no estrangeiro e os que vivem em Lisboa. Incrivelmente os lisboetas são os mais difíceis de apanhar!
Outra coisa que fizemos no sábado de manhã foi ir à ourivesaria do pai da C. e escolher as alianças. Simples e delicadas com excelente qualidade. Encomendadas e prontas na nossa próxima visita.
Organizar um casamento dá trabalho e só fico aliviada por termos começado a planear tudo com 2 anos antecedência. Andamos só a tratar de detalhes e com zero stress. Apenas alguma ansiedade pelo correr do tempo até ao nosso dia.

Convites


19/04/2018

Momsitting or going back in time

A minha mãe finalmente seguiu o meu conselho e foi em frente com uma cirurgia para corrigir um mini problema que podia ser algo grave no futuro. Então precisa de algum apoio em casa, porque não se pode mexer muito no próximo mês. Eu vim ajudar e tenho estado por casa dos meus pais. Cozinho, arrumo, limpo, ajudo em tudo o que precisa, incluindo no entretenimento porque é complicado ficar o dia todo em casa. Sessões de cinema e livros têm ajudado. A minha afilhada visitar para receber explicações também.
Mas regressar a casa dos pais depois de anos fora é como viajar no tempo. Claro que visito durante fins de semana, mas é sempre só uns dias. Voltar a dormir no meu quarto, usar roupa que tenho aqui guardada, adormecer com as rãs a cantar no tanque e ouvir os cães e galos durante o dia. Até um enxame imenso de abelhas passou por mim na varanda quando estava a trabalhar.
Mas ainda me parte o coração olhar à volta e ver tudo queimado. Quilómetros de extensão completamente negros e árvores carbonizadas a serem abatidas. Percebo que ainda é algo difícil de reviver, tanto para mim como para quem viveu a situação. 
A iluminação pública é amarelada. E há estradas no meio da serra escura. Sempre que estou distraída à noite e vejo aquele clarão amarelo o meu primeiro pensamento é "Fogo!" e o meu corpo gela por milésimos de segundos antes de perceber que é só um candeeiro de rua.

Momsitting